Equipa Sénior regressa ao trabalho

Atualizado: Ago 18

O plantel da equipa principal do SC Angrense regressou ao trabalho com a apresentação dos jogadores e equipa técnica para a época de 2021/2022, numa sessão realizada, hoje, no salão da sede social do clube.


Depois de uma época atípica devido à pandemia da covid-19, a equipa principal do SC Angrense inicia os treinos a 23 de agosto, pelas 19h00, no Campo Municipal de Angra do Heroísmo. O plantel do SC Angrense para a próxima época desportiva é, para já, constituído por 24 elementos

(a grande maioria transita da época passada e são da formação do clube), aos quais se juntam quatro juniores e três atletas em observação que vão integrar os trabalhos no arranque da pré-época. José Dias, Hugo Neves, Vítor Hugo, António Quinto e Fábio Brum são as “caras novas” do plantel. A equipa técnica é composta por Nuno Janeiro (treinador principal), Rúben Trigo (treinador adjunto) e David Dinis (treinador de guarda-redes).


Com o Campeonato de Futebol dos Açores 2021-2022 apenas com uma fase de 18 jornadas, a prova terá início apenas a 24 de outubro. Até lá, o plantel principal do SC Angrense vai realizar diversos jogos de preparação e disputar uma prova sob a égide da Associação de Futebol de Angra

do Heroísmo.


Durante a apresentação do plantel e equipa técnica para a época de 2021/2022, o presidente do SC Angrense, Bruno Mão de Ferro, realçou as dificuldades da temporada passada que condicionaram, em diversos aspetos, a atividade do clube e disse estar convicto de que estão reunidas as condições para um bom desempenho na etapa que agora começa. “Temos um plantel com grande parte dos elementos que o integraram em épocas anteriores e com alguns atletas com muitos anos de clube. Esperamos que, uma vez mais, o SC Angrense entre sempre em campo com o objetivo de vencer todos os jogos”.


Bruno Mão de Ferro realçou, ainda, o facto de o clube continuar a desenvolver um projeto desportivo assente na formação e no atleta açoriano e anunciou que João Salcedas vai assumir o cargo de elemento de ligação entre a equipa sénior e a Direção do clube, embora continuando a desempenhar a funções de coordenador da formação, tal como aconteceu nas últimas épocas.